Portaria Remota

Matricule-se já

Início: 07/12/2020
Investimento: R$ 250,00
Horário: 2ª à 6ª (19:00 às 22:00)
Período: 07/12/2020 - 23/12/2020
Carga Horária Total: 36h
Unidade: Centro de Educação Profissional - Carlos Milito

Objetivo

Este curso tem como objetivo desenvolver a seguinte competência: operacionalizar os serviços de portaria remota para segurança de condomínios residenciais e comerciais.

É destinado à profissionais que atuam como porteiro e vigia, e aqueles que trabalham na área de segurança em condomínios residenciais e comerciais.

 

Objetivo geral:

Formar profissionais com competências para atuar e intervir em seu campo de trabalho, com foco em resultados. 

 

Objetivos específicos:

  • Promover o desenvolvimento do aluno por meio de ações que articulem e mobilizem conhecimentos, habilidades, valores e atitudes de forma potencialmente criativa e que estimule o aprimoramento contínuo;
  • Estimular, por meio de situações de aprendizagens, atitudes empreendedoras, sustentáveis e colaborativas nos alunos;
  • Articular as competências do perfil profissional com projetos integradores e outras atividades laborais que estimulem a visão crítica e a tomada de decisão para resolução de problemas;
  • Promover uma avaliação processual e formativa com base em indicadores das competências, que possibilitem a todos os envolvidos no processo educativo a verificação da aprendizagem;
  • Incentivar a pesquisa como princípio pedagógico e para consolidação do domínio técnico-científico, utilizando recursos didáticos e bibliográficos.

Informações

O curso possui as competências que possibilitam a exploração a (s) ocupação (ões) de forma legal e responsável, sejam quais forem os objetivos dessa atividade, exercendo processos e procedimentos com tecnologias e atividades que devem ser planejadas e executadas com cuidado à luz da legislação vigente e que, em ambos casos, existem possibilidades de geração de renda.

Requisitos

Acesso Ao Curso: CPF e RG; Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) completo; Idade mínima: 18 anos

Critérios de Avaliação

De forma coerente com os princípios pedagógicos da Instituição, a avaliação tem como propósitos:

  • Ser diagnóstica: Averiguar o conhecimento prévio de cada aluno e seu nível de domínio das competências, indicadores e elementos, elencar as reais necessidades de aprendizado e orientar a abordagem docente.
  • Ser formativa: Acompanhar todo o processo de aprendizado das competências propostas neste plano, constatando se o aluno as desenvolveu de forma suficiente para avançar a outra etapa de conhecimentos e realizando adequações, se necessário.
  • Ser somativa: Atestar o nível de rendimento de cada aluno, se os objetivos de aprendizagem e competências foram desenvolvidos com êxito e verificar se o mesmo está apto a receber seu certificado ou diploma.

 

8.1. Forma de expressão dos resultados da avaliação

  • Toda avaliação deve ser acompanhada e registrada ao longo do processo de ensino e aprendizagem. Para tanto, definiu-se o tipo de menção que será utilizada para realizar os registros parciais (ao longo do processo) e finais (ao término da Unidade Curricular/curso).
  • As menções adotadas no Modelo Pedagógico Senac reforçam o comprometimento com o desenvolvimento da competência e buscam minimizar o grau de subjetividade do processo avaliativo.
  • De acordo com a etapa de avaliação, foram estabelecidas menções específicas a serem adotadas no decorrer do processo de aprendizagem:

 

8.1.1. Menção por indicador de competência

A partir dos indicadores que evidenciam o desenvolvimento da competência, foram estabelecidas menções para expressar os resultados de uma avaliação. As menções que serão atribuídas para cada indicador são:

 

Durante o processo

  • Atendido - A
  • Parcialmente atendido - PA
  • Não atendido - NA

 

Ao final da Unidade Curricular

  • Atendido - A
  • Não atendido - NA

 

8.1.2. Menção por Unidade Curricular

Ao término de cada Unidade Curricular (Competência), estão as menções relativas a cada indicador. Se os indicadores não forem atingidos, o desenvolvimento da competência estará comprometido. Ao término da Unidade Curricular, caso algum dos indicadores não seja atingido, o aluno será considerado reprovado na unidade. É com base nessas menções que se estabelece o resultado da Unidade Curricular. As menções possíveis para cada Unidade Curricular são:

  • Desenvolvida - D
  • Não desenvolvida – ND

 

8.1.3. Menção para aprovação no curso

Para aprovação no curso, o aluno precisa atingir D (desenvolveu) em todas as unidades curriculares (Competências e Unidades Curriculares de Natureza Diferenciada).

Além da menção D (desenvolveu), o aluno deve ter frequência mínima de 75%, conforme legislação vigente. Na modalidade a distância, o controle da frequência é baseado na realização das atividades previstas.

 

  • Aprovado - AP
  • Reprovado - RP

 

8.2. Recuperação

A recuperação será imediata à constatação das dificuldades do aluno, por meio de solução de situações-problema, realização de estudos dirigidos e outras estratégias de aprendizagem que contribuam para o desenvolvimento da competência. Na modalidade de oferta presencial, é possível a adoção de recursos de educação a distância.

Conteúdo

Executar Atividades Do Serviço De Portaria Remota

Informações Importantes

  • Os cursos podem ser adiados e/ou cancelados, caso não haja número suficiente de alunos para sua realização.
  • Para efetuar a matrícula é necessário apresentação da Carteira de Identidade (RG), CPF, Comprovante de Residência, Comprovante de Escolaridade e Certificação Profissional (quando solicitado).