Agente de Informações Turísticas

Objetivo

Objetivo geral: • formar profissionais com competências para atuar e intervir em seu campo de trabalho com foco em resultados. objetivos específicos: • promover o desenvolvimento do aluno por meio de ações que articulem e mobilizem conhecimentos, habilidades, valores e atitudes de forma potencialmente criativa e estimulem o aprimoramento contínuo. • estimular, por meio de situações de aprendizagens, atitudes empreendedoras, sustentáveis e colaborativas nos alunos. • articular as competências do perfil profissional com projetos integradores e outras atividades laborais que estimulem a visão crítica e a tomada de decisão para resolução de problemas. • promover avaliação processual e formativa com base em indicadores das competências que possibilitem a todos os envolvidos no processo educativo a verificação da aprendizagem. • incentivar a pesquisa como princípio pedagógico e para consolidação do domínio técnico-científico, utilizando recursos didáticos e bibliográficos.

Perfil Profissional

O agente de informações turísticas informa e orienta turistas, visitantes e moradores locais sobre atrativos, equipamentos e serviços turísticos, infraestrutura de apoio ao turismo, roteiros e programações, bem como presta informações históricas, culturais e artísticas locais. esse profissional atua em centros ou postos de atendimento ao turista e moradores locais localizados em aeroportos, portos, rodoviárias, centros culturais, comerciais, shoppings, hotéis, agências de viagens e em outros equipamentos turísticos. nesse contexto, interagem com turistas, visitantes, moradores locais e profissionais do turismo como guias de turismo, agentes de viagem, entre outros. o profissional qualificado pelo senac tem como marcas formativas: domínio técnico-científico, visão crítica, atitude empreendedora, sustentável e colaborativa, com foco em resultados. Essas marcas reforçam o compromisso da instituição com a formação integral do ser humano, considerando aspectos relacionados ao mundo do trabalho e ao exercício da cidadania. Essa perspectiva propicia o comprometimento do aluno com a qualidade do trabalho, o desenvolvimento de uma visão ampla e consciente sobre sua atuação profissional e sua capacidade de transformação da sociedade. a ocupação está situada no eixo tecnológico turismo, hospitalidade e lazer, cuja natureza é “acolher”, e pertence ao segmento turismo. competências: • atender turistas, visitantes e moradores locais em atrativos e equipamentos turísticos. • prestar informações sobre atrativos, equipamentos turísticos e infraestrutura de apoio ao turismo no contexto local.

Requisitos

Requisitos de acesso: • idade mínima: 16 anos. • escolaridade: ensino fundamental ii incompleto. documentos exigidos para matrícula: • documento de identidade. • cpf. • comprovante de escolaridade. • comprovante de residência. quando a oferta desse curso ocorrer por meio de parceria, convênio ou acordo de cooperação com outras instituições, deverão ser incluídas neste item as especificações, caso existam. No caso de menor de idade, deverá vir acompanhado de responsável portando os documentos rg e cpf.

Critérios de Avaliação

De forma coerente com os princípios pedagógicos da instituição, a avaliação tem como propósitos: • avaliar o desenvolvimento das competências no processo formativo; • ser diagnóstica e formativa; • permear e orientar todo o processo educativo; • verificar a aprendizagem do aluno, sinalizando o quão perto ou longe está do desenvolvimento das competências que compõem o perfil profissional de conclusão (foco na aprendizagem); • permitir que o aluno assuma papel ativo em seu processo de aprendizagem, devendo, portanto, prever momentos para autoavaliação e feedback em que docente e aluno possam, juntos, realizar correções de rumo ou adoção de novas estratégias que permitam melhorar o desempenho do aluno no curso. formas de expressão dos resultados da avaliação: toda avaliação deve ser acompanhada e registrada ao longo do processo de ensino e aprendizagem. Para tanto, definiu-se o tipo de menção que será utilizada para realizar os registros parciais (ao longo do processo) e finais (ao término da unidade curricular/curso). as menções adotadas no modelo pedagógico senac reforçam o comprometimento com o desenvolvimento da competência e buscam minimizar o grau de subjetividade do processo avaliativo. de acordo com a etapa de avaliação, foram estabelecidas menções específicas a serem adotadas no decorrer do processo de aprendizagem. menção por indicador de competência: a partir dos indicadores que evidenciam o desenvolvimento da competência, foram estabelecidas menções para expressar os resultados de uma avaliação. As menções que serão atribuídas para cada indicador são: durante o processo: • atendido – a. • parcialmente atendido – pa. • não atendido – na. ao fim da unidade curricular: • atendido – a. • não atendido – n. menção por unidade curricular: ao término de cada unidade curricular (competência, estágio, prática profissional ou projeto integrador), estão as menções relativas a cada indicador. Se os indicadores não forem atingidos, o desenvolvimento da competência estará comprometido. Ao término da unidade curricular, caso algum dos indicadores não seja atingido, o aluno será considerado reprovado na uc. é com base nessas menções que se estabelece o resultado da unidade curricular. As menções possíveis para cada unidade curricular são: • desenvolvida – d. • não desenvolvida – nd. menção para aprovação no curso: para aprovação no curso, o aluno precisa atingir d (desenvolveu) em todas as unidades curriculares (competências e unidades curriculares de natureza diferenciada). além da menção d (desenvolveu), o aluno deve ter frequência mínima de 75%, conforme legislação vigente. Na modalidade a distância, o controle da frequência é baseado na realização das atividades previstas. • aprovado – ap. • reprovado – rp. recuperação: a recuperação será imediata à constatação das dificuldades do aluno, por meio de solução de situações-problema, realização de estudos dirigidos e outras estratégias de aprendizagem que contribuam para o desenvolvimento da competência. Na modalidade de oferta presencial, é possível a adoção de recursos de educação a distância.

Conteúdo

Atender turistas, visitantes e moradores locais em atrativos e equipamentos turísticos
prestar informações sobre atrativos, equipamentos turísticos e infraestrutura de apoio ao turismo, no contexto local
projeto integrador agente de informações turísticas

Carga Horária

200 Horas

Informações Importantes

  • Os cursos podem ser adiados e/ou cancelados, caso não haja número suficiente de alunos para sua realização.
  • Para efetuar a matrícula é necessário apresentação da Carteira de Identidade (RG), CPF, Comprovante de Residência, Comprovante de Escolaridade e Certificação Profissional (quando solicitado).

Formas de Pagamento

  • Cartões: Visa, Mastercard, Hipercard, Diners e Elo.
  • Parcelamento em até 10x, com parcela mínima de R$ 30,00.
  • Apenas o curso de Cabeleireiro e cursos Técnicos podem ser pagos por meio de Boleto Bancário. Consultar condições e parcelamento na Central de Atendimento.

Descontos

  • 5% para pagamento à vista com cartão de crédito (1x).
  • 10% para pagamento à vista em dinheiro ou com cartão, na modalidade débito.
  • 20% para comerciários, mediante apresentação da carteira do Sesc, categoria ‘comerciário’, no ato da matrícula.
  • Pagamento com Boleto Bancário: conceder desconto de 10% (dez por cento) até o dia do vencimento.
  • Descontos para empresas e instituições conveniadas, mediante apresentação de encaminhamento em papel timbrado e devidamente assinado pelo representante legal do conveniado.
  • Descontos não cumulativos.