21 de março de 2019

Ex-servente de Pedreiro faz curso no Senac e realiza sonho

Ângela Florentino se dividia entre os cuidados com a mãe, o emprego e o curso. Hoje ela comemora a conquista profissional.  

Por três anos, Ângela Florentino, 41, trabalhou como servente de pedreiro. A função exigia resistência física e muita disposição, o que, para ela, nunca faltou. Mãe “solteira” de dois filhos, ela encontrava no sonho a força que precisava para lutar: Ângela queria atuar na área da Saúde, mas, até o momento, achava que não tinha tempo para fazer o curso Técnico em Enfermagem do Senac.

 

Até que a mãe dela, diabética, teve um AVC e passou a apresentar um quadro delicado. E o contrato da construtora com a empresa terceirizada para a qual ela trabalhava, terminou. Sempre determinada, passou a fazer faxina em casa de família até ser contratada como auxiliar de limpeza de um hospital. “O sonho de atuar no setor de Enfermagem e de cuidar das pessoas ficou ainda mais forte. E eu tinha essa certeza no meu coração de que, um dia, eu chegaria aonde eu mais queria. Mas o estado de saúde da minha mãe era cada vez mais grave. Ela precisou amputar as duas pernas e precisava de mim”, conta ela, emocionada.

 

Ângela deixou o trabalho no hospital e voltou a fazer faxina em casa de família. E, finalmente, tomou coragem e deu o primeiro passo para a realização do sonho: deu início ao curso Técnico em Enfermagem do Senac, o que também a ajudou a cuidar melhor da mãe, que passava períodos internada e, outros, em casa. “Fazia as faxinas, dividia com minha irmã os cuidados com a minha mãe e ia para o curso, à noite. Nunca perdi uma aula! ”, conta ela, ao agradecer o compromisso dos instrutores e de toda a equipe pedagógica com a formação dos alunos. “A instituição reúne, numa estrutura fantástica, os melhores instrutores! Mesmo cansada e com tantos problemas, sentia prazer em ir para as aulas. O curso tornou ainda mais forte a minha paixão pela área”, conta ela.

 

Perto de concluir o curso, quando Ângela já estava no estágio, a mãe dela morreu. “A dor era insuportável, mas eu estava fazendo aquele curso por ela, que sempre me incentivou e cuidou de mim. E a ela dediquei a minha formatura”, relembra, sem conter as lágrimas. Atualmente, ela é Técnica em Enfermagem da Casa de Saúde e Maternidade Nossa Senhora de Fátima, onde atua no setor de ortopedia. “Sou muito grata ao Senac, instituição para a qual devo voltar em breve a fim de fazer uma especialização”, finaliza.

 

 

 

 

 

 

Conta pra gente a sua história de sucesso com o Senac!