8 de fevereiro de 2019

Fecomércio, Sesc e Senac trabalham juntos na implantação do Programa Ecos

Encabeçada pela CNC, iniciativa busca trazer um olhar de sustentabilidade para dentro das entidades.

A sustentabilidade no local de trabalho é um tema cada vez mais frequente no ambiente corporativo. Pensando na responsabilidade social e nos impactos positivos para o meio ambiente, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) está realizando a fase de planejamento do Programa Ecos no Sistema Fecomércio/Sesc/Senac em todo o território nacional. Nos dias 6 e 7 de fevereiro, representantes da Fecomércio AL e dos regionais Sesc e Senac participaram, na sede administrativa do Senac, de um planejamento para a implantação do programa de gestão em Alagoas e a criação de planos de trabalhos.

O Programa Ecos é uma iniciativa que busca trazer um olhar de sustentabilidade para dentro das Federações e dos seus braços estratégicos, o Sesc e o Senac, por meio de três perspectivas: otimizar o uso dos recursos das instituições, mitigar os impactos socioambientais e sensibilizar os empregados. Essas metas estão alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Organizações das Nações Unidas (ONU).

Desenvolvido em 2010, pelo Departamento Nacional do Sesc, o programa está sendo implementado pelas Federações desde 2017. Em Maceió, a assessora de comunicação da CNC e multiplicadora do Programa Ecos, Fernanda Ramos, gerenciou o planejamento e alinhou a criação dos planos de trabalho para cada entidade.

“Esse programa se propõe a fazer uma integração entre as casas a fim de fortalecer o nosso Sistema. Além disso, eu acredito que vocês [Sistema Fecomércio AL] têm, com a suas funções de políticas públicas e engajamento de atores sociais, uma oportunidade muito grande de levar a sustentabilidade. A Fecomércio pode sensibilizar os empresários, Sesc e Senac podem fazer ações educativas com os seus funcionários e o público em geral”, disse Fernanda.

No encontro, as ações iniciadas pelos grupos do Ecos em cada unidade do sistema foram comentadas e os planos de trabalhos foram criados. A perspectiva é de que as ações comecem a ser implementadas ainda no primeiro trimestre do ano.

Para Fernanda, a coleta seletiva binária e o gerenciamento dos resíduos sólidos são as ações de destaque do planejamento. “O Ecos é uma oportunidade de fazer a sustentabilidade acontecer; investir como um negócio”, concluiu.

 

Autor: Ascom - Fecomércio/AL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *