19 de dezembro de 2018

Senac e TJAL firmam parceria para capacitar jovens em conflito com a lei

Convênio e vai disponibilizar 100 vagas por meio do Programa Senac de Gratuidade.

O Senac e o Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) assinaram, na última terça-feira (18.12), um termo de convênio que vai conceder 100 bolsas em cursos de educação profissional, por ano, para adolescentes em conflito com a lei, por meio do Programa Senac de Gratuidade (PSG). O convênio deve beneficiar 500 jovens no período de cinco anos. “Essa é mais uma parceria que reforça o compromisso do Senac com a inclusão social”, destaca Wilton Malta, presidente do Sistema Fecomércio Sesc/Senac.

 

Segundo o juiz João Paulo Martins da Costa, da 1ª Vara Criminal da Infância e Juventude, a parceria entre Judiciário e Senac vai levar dignidade aos jovens em conflito com a lei. “Precisamos ofertar a esses jovens as condições de recuperação. Tenho certeza de que vamos colher excelentes frutos”, destacou ele. “É uma satisfação contribuir para esse projeto que apresenta um alcance social muito grande”, salientou o presidente do TJAL, o desembargador Otávio Leão Praxedes. Segundo o magistrado, a seleção dos jovens será feita por uma equipe técnica formada por psicólogos, assistentes sociais, educadores, entre outros profissionais. “O objetivo é recuperar esse adolescente, fazer com que ele se afaste do ato infracional”.

 

De acordo com a Diretora Regional do Senac Alagoas, Telma Ribeiro, o objetivo do convênio é, também, encaminhá-los para o mercado de trabalho. “Após a conclusão do curso, vamos inseri-los no Banco de Oportunidades do Senac, que encaminha nossos egressos para o mercado, ampliando as chances de empregabilidade”, finaliza a diretora.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *